Terça, 17 de Maio de 2022
69 98133-2589
[Portfólio] etiene.com.br BALANÇO 2021

Serviços são ofertados à população em situação de vulnerabilidade e risco social

A Prefeitura atuou, por exemplo, na assistência social às pessoas em situação de rua e na promoção da cidadania a famílias dos distritos e comunidades da capital.

31/01/2022 13h58
70
Por: ETIENE GONÇALVES Fonte: SMC
Leandro Morais/Prefeitura de Porto Velho
Leandro Morais/Prefeitura de Porto Velho

Em um ano ainda marcado pelo período pandêmico, o município promoveu diversos serviços a indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade e risco social em Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e da Família (Semasf).

Só no último ano, a Prefeitura atuou, por exemplo, na assistência social às pessoas em situação de rua e na promoção da cidadania a famílias dos distritos e comunidades da capital.

“Os nossos atendimentos não pararam, apesar das adversidades do último ano. O nosso público tinha uma grande demanda e aumentou durante a pandemia. A secretaria teve que organizar os serviços a fim de atender por conta do vírus da covid-19, o que não impediu de alcançarmos mais pessoas necessitadas”, afirma o secretário da Semasf, Claudi Rocha.

Claudi Rocha, secretário municipal de assistência social

Apesar das dificuldades, a pasta foi estratégica, por exemplo, na realização do Censo de Rua, que buscou mapear as pessoas que vivem essa atual situação. O levantamento técnico teve participação de voluntários, estudantes, trabalhadores da assistência social, e demais parceiros. Foram mapeadas 442 pessoas em situação de rua.

O censo traça o perfil das pessoas em situação de rua para que, com o diagnóstico, a gestão municipal possa planejar a elaboração de políticas públicas. A pesquisa confirma também que todos já foram imunizados contra a covid-19, a partir da equipe do serviço especializado em abordagem social da Semasf e do serviço Consultório na Rua da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).

APOIO E ALIMENTAÇÃO

Na pandemia foram organizados, em parceria com a Igreja Católica, serviços de apoio a moradores em situação de rua, como alimentação, banho, lavagem de roupas, além de 36 encaminhamentos ao Cadastro Único (CadÚnico), cerca de 100 moradores para a emissão de certidões de nascimento e 20 para emissão de carteira de identidade (RG).

“Além disso, há o investimento na distribuição de alimentação (marmitas), que ao longo do ano (janeiro a novembro), ultrapassa o valor de R$ 500 mil”, explica o secretário.

TENDA FAMÍLIA CIDADÃ

Ações de assistência social também chegam aos distritos da capital

Por conta da pandemia, em 2021 houve uma redução na realização do projeto Tenda Cidadã. A ação foi promovida em três localidades: Nova Mutum, Extrema e na zona Sul de Porto Velho.

A ideia principal é promover a intersetorialidade e integração de políticas públicas através do envolvimento de parceiros e sociedade civil organizada. “Nestes eventos, ofertamos serviços essenciais, integrados e gratuitos para mais de 1.800 pessoas, nas áreas de cidadania, assistência social, saúde, educação (informação) e lazer (lúdica)”, detalha Claudi Rocha. A coordenação é do Departamento de Proteção e Social Básica da Semasf.

PESSOAS COM VIOLAÇÃO DE DIREITOS

População em situação de vulnerabilidade social é encaminhada ao CadÚnico

Na prefeitura de Porto Velho existe o atendimento para pessoas cujo direitos foram violados, que é o Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas). Ele está localizado na avenida Prefeito Chiquilito Erse (antiga Rio Madeira), nº 2707, no bairro Embratel.

A função do Centro é realizar atendimento assistencial às famílias e indivíduos que se encontram em situação de risco pessoal e social em virtude de abandono, maus tratos e/ou psíquicos, abuso sexual, trabalho infantil, entre outros.

O Creas possui vários serviços, dentre eles o Plantão Social que funciona 24 horas, onde é realizada a oferta do auxílio funeral, porta de entrada para acolhimento institucional para adulto e família e encaminhamento. Através do Plantão Social foram realizados 1.444 atendimentos em 2021. Àqueles que buscam o serviço por terem os seus direitos violados somam 633 na área urbana e nos distritos chegam a 79. Já o serviço especializado em abordagem social atingiu 1.880 pessoas.

AÇÕES PREVENTIVAS E AUXÍLIO MORADIA

Foram realizadas campanhas preventivas de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes e 16 ações quanto ao trabalho infantil, através da Coordenação de Enfrentamento ao Trabalho Infantil.

Em 2021, foram ofertados de forma gratuita 608 Auxílio Moradia para famílias em situação de vulnerabilidade e risco social.

AUXÍLIO-FUNERAL

O ano de 2021 foi de muitas perdas e sofrimento às famílias, inclusive para quem vive em situação de vulnerabilidade e risco social. Para diminuir esses impactos, o município conta com o Benefício Eventual denominado “Auxílio-Funeral”. Através dele, são ofertadas urnas funerárias para o enterro de algum ente querido. Durante todo o ano foram ofertados 474 atendimentos.

ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL

Foram realizados mais de 80 acolhimentos para mulheres vítimas de violência doméstica, mais de 200 para pessoas em situação de rua e mais de 890 acolhimentos de adultos e famílias no Albergue Frei Damião.

O Serviço de Acolhimentos Institucionais para crianças e adolescentes, por sua vez, totalizaram mais de 100 acolhimentos nas Unidades Lar do Bebê, Cosme e Damião, Moradia, Juventude e Serviço Família Acolhedora.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias