Terça, 23 de Julho de 2024
19°C 36°C
Porto Velho, RO
Publicidade

Palestrante promove o bem-estar e o gerenciamento emocional através do novo movimento da perfumoterapia

Exclusivo

19/01/2024 às 15h21
Por: João Costa Fonte: 12
Compartilhe:
Palestrante promove o bem-estar e o gerenciamento emocional através do novo movimento da perfumoterapia

 Tendo em vista a relevância da perfumoterapia e da saúde emocional das pessoas, dentre outros aspectos, que são identificados a partir do estímulo sensorial, memória e emoções, que eu convidei para um bate-papo, Juliana Agustineli que é perfumista, palestrante e empresária, para discorrer amplamente sobre estas questões. 

 Como e quando você se descobriu perfumista?

 R: Em 2020, estava desempregada e comecei junto com meu esposo a fazer sabonetes artesanais para conseguir gerar alguma renda. Mas não queria simplesmente escolher uma essência sem nenhum critério. Em paralelo, participei de uma mentoria do IVG “Mentoria Nós Por Elas”, que deu novo significado a minha vida pessoal e profissional. Então vi em algum grupo de Facebook que uma moça fazia perfumes e pensei na possibilidade. Mas a minha criação de perfumes foi algo inusitado: descobri que a proposta do perfume vinha através de uma composição de cores. Me descobri sinestésica e perfumista ao mesmo tempo. Depois de fazer o protótipo com a minha amiga, a comediante Arianna Nutt, eu desenvolvi uma metodologia que usa a mistura de cores para compor os perfumes.

Você idealizou o “Movimento Perfumoterapia”. O que é e como isso ajuda na saúde emocional das pessoas?

 R: A perfumoterapia surgiu como um movimento na relação entre perfumaria e pessoas, conduzindo a percepção da redescoberta de memórias autobiográficas e criar um novo sentido de identidade, relacionado com experiências vivenciadas, permeado na construção de perfumes personalizados exclusivos combinando neurociência, sensibilidade e intuição. A perfumoterapia resgata memórias, expressa a identidade e tem a proposta de fazer reviver fatos afetivos significativos e relevantes para a história de cada pessoa. Esse movimento trata dores emocionais até então suprimidas, não vividas e não nomeadas e nos convida a uma viagem em si, na vivência individual e coletiva, agregando o sentimento da saudade, fatos da vida, e o reencontro dessas memórias, através da estimulação não apenas do olfato, mas sendo ela multissensorial e integrativa.

A partir dos seus estudos, qual a relação da neurociência com a criação de fragrâncias?

 R: Quando estimulamos o sentido do olfato com cheiros que nos são familiares, o cérebro através do sistema límbico, processa a informação e nos devolve emoções e sensações que nos trazem memórias de experiências já vividas.  Vale ressaltar também que as imagens mentais que criamos ao longo da nossa vida, estão armazenadas no nosso córtex cerebral. As cores fazem parte da nossa jornada, desde a primeira infância com seus desenhos coloridos. Essas cores, quando acessadas com resposta rápida, faz com que o inconsciente “drible” o consciente e me traz as percepções e anseios da pessoa.  A partir do momento em que sinto o cheiro nessas cores, misturo as essências que eu atribuo às cores, para compor notas olfativas e criar um perfume. Uso a psicologia das cores para entender qual é a narrativa que essa pessoa tem para eu me conectar com ela e, através disso, eternizar momentos em forma de perfume. De verdade, não é apenas neurociência, mas muita sensibilidade e uma profunda conexão minha com a pessoa que está construindo o perfume.

Quais os principais aspectos que você utiliza na criação das fragrâncias?

 R: Eu levo sempre em consideração a biografia da pessoa, as suas vivências, experiências e a relação com a sua personalidade. Recriar histórias, relembrar momentos e conectar com a essência desse indivíduo, respeitando suas escolhas, sua relação com o mundo e principalmente, resgatando sua verdadeira essência. “Se descobrir em essência. Em essência”.

Qual o diferencial do seu trabalho no segmento de perfumes?

   R: O perfume que criamos não é um protótipo comercial no sentido de larga escala. É pessoal, personalizado e único. É uma experiencia sensorial, desde a criação do perfume até sua entrega. O perfume tem o nome da pessoa e uma música atribuída, para que o estímulo sensorial e a experiência sejam únicos. O perfume é digamos, a cereja do bolo. Um perfume que conta história e revive emoções.

 Quais são os principais temas abordados nas suas palestras nas empresas?

  R: Falamos de como o estímulo sensorial é importante para o gerenciamento de emoções e a construção de memórias e como ferramenta de bem-estar e como a questão da saúde emocional pode ser relevante para o ambiente corporativo. Também falo sobre como se constroem memórias do ponto de vista da neurociência e de como reagimos em resposta a gatilhos sensoriais e emocionais nas situações que vivemos. E como o movimento da perfumoterapia se encontra dentro disso.

Qual a sua rede social e como as pessoas podem fazer para entrarem em contato com você?

   R: Nosso Instagram é @oficinadaessencia o meu pessoal é @julianaagustineli. Também no LinkedIn meu perfil é o meu nome Juliana Agustineli. No IG da ODE tem todos os contatos de WhatsApp.

 

Quem é Juliana Agustineli: 

  Juliana Agustineli é Perfumista, economista, com pós-graduação em controladoria, finanças e competitividade empresarial, tendo atuado como consultora financeira em empresas de consultoria empresarial, atendendo mais de 50 empresas diferentes ao longo de dez anos. Em paralelo ministrou aulas na área administrativa, financeira, comercial e contábil, em universidades e cursos de capacitação profissional. Atualmente em transição de carreira, é empreendedora e perfumista autodidata, pesquisadora sobre os impactos do sentido do olfato no bem-estar das pessoas, tendo criado a Oficina da Essência. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
João Costa
Sobre o blog/coluna
Jornalista e Assessor de Imprensa. É Membro da Associação Paulista de Imprensa (API), é "Prêmio Odarcio Ducci de Jornalismo, é "Prêmio de Comunicação pela Associação Brasileira de Imprensa de Mídia Eletrônica, Digital e Influenciadores (ABIME), é Prêmio Iberoamericano de Jornalismo, é Referência em Comunicação pela Agência Nacional de Cultura, Empreendedorismo e Comunicação (ANCEC), tem reconhecimento por Direitos Humanos pelo Instituto Dana Salomão, entre outros.
Ver notícias
Porto Velho, RO
35°
Tempo limpo

Mín. 19° Máx. 36°

35° Sensação
3.09km/h Vento
31% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h31 Nascer do sol
07h12 Pôr do sol
Qua 37° 19°
Qui 39° 19°
Sex 40° 20°
Sáb 40° 21°
Dom 40° 22°
Atualizado às 17h05
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,59 -0,03%
Euro
R$ 6,06 -0,08%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,56%
Bitcoin
R$ 390,004,54 -0,24%
Ibovespa
126,589,84 pts -0.99%
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias